Armazenamento, transporte e validade do fator de coagulação

Os fatores de coagulação são medicamentos de alto custo e é responsabilidade também das pessoas com hemofilia e familiares zelarem por sua adequada utilização.
A validade total do fator de coagulação é de dois anos. No entanto, considerando o período que compreende desde sua produção até a chegada à casa dos pacientes, esse período se reduz, visto que passa por processos de importação, transporte e distribuição.

Aspectos de extrema importância para que desperdícios não ocorram dizem respeito ao armazenamento e transporte dos fatores nas condições ideias. Os produtos têm que estar com a embalagem intacta e lacrada, devendo ser armazenados na prateleira da geladeira com os seguintes cuidados:
– Não encostá-los nas paredes ou fundo;
– Não misturá-los com os alimentos;
– Mantê-los à temperatura entre 2ºC e 8ºC.

O transporte deve ser feito em bolsa térmica ou caixa de isopor, bem limpos e bem fechadas, com Gelox (gelo reutilizável) suficiente para manter a temperatura baixa até chegar à geladeira.

É importante que a validade do produto armazenado na geladeira seja monitorada e, em caso de haver unidades próximas da data do vencimento, estas devem ser devolvidas ao hemocentro antes de vencer. Quando o produto tiver validade para o mês seguinte e estiver corretamente acondicionado, deve ser levado de volta ao hemocentro de origem e trocado por outro com maior validade para que seja evitado seu vencimento e consequente perda.

Porém, se o produto for devolvido para o hemocentro sem que esses cuidados sejam observados, corre o risco de ser descartado, trazendo um prejuízo financeiro muito grande ao país. Além disso, pode abrir um precedente a respeito da quantidade dispensada, pois com as perdas de produtos, a Coordenação Geral de Sangue e Hemoderivados (CGSH) será questionada sobre a real necessidade de compra e distribuição da quantidade atual dos fatores, ocasionado risco de diminuição do quantitativo.Por este motivo, é muito importante que todos estejam atentos quanto ao armazenamento, transporte e validade do produto.

Fonte: Hemofilia Brasil