Como se comunicar com pessoas portadoras de deficiência auditiva

Pessoas surdas se comunicam visualmente e fisicamente, ao invés de audivelmente. Existem vários níveis de surdez: dificuldades de escuta, surdez profunda e surdez completa. Você pode facilmente reconhecer pessoas com dificuldades de escuta pelos seus aparelhos auditivos (embora, é claro, algumas pessoas se recusem a usá-los, ou são incapazes, e eles estão ficando cada vez menores e mais difíceis de ver). Pessoas surdas ou profundamente surdas podem ainda não usar qualquer tipo de aparelho. Alguns indivíduos serão capazes de fazer leitura labial e lhe entender quase perfeitamente. Entretanto, muitos irão se comunicar com linguagem de sinais, ao invés de palavras. Este tipo visual de comunicação pode ser intimidador e parecer estranho a princípio, mas estas orientações irão ajudar.

 Passos

 

  1. Obtenha a atenção da outra pessoa antes de tentar falar ou se comunicar. Fazer contato visual é uma boa forma. Se necessário, você pode fazer um pequeno aceno ou dar um leve toque para chamar a atenção. Embora você deva ter consideração com a pessoa e não ficar cutucando-a, geralmente não é considerado rude, em comunidades de surdos, tocar levemente pessoas desconhecidas para obter sua atenção. O ombro é um bom local para tocar alguém que você não conhece bem; dê dois tapinhas curtos.

 

  1. Fique em seu campo de visão.Tente manter seus olhos no mesmo nível dos olhos delas. Sente-se se ela estiver sentada, fique de pé se ele estiver em pé, compense grandes diferenças de altura, etc. Você deve se posicionar um pouco mais longe do que a distância normal para a fala (de 1 a 2 metros). Isso ajuda a garantir que elas verão todos os seus gestos. Se vocês estão em um ambiente fechado, certifique-se de que há luz o suficiente para que elas te vejam claramente. Se você está a céu aberto, fique virado para o sol para que não haja sombra em seu rosto e para que o sol não ofusque a visão deles.

 

  1. Faça suas saudações em tom normal de voz.Sussurrar ou gritar irá distorcer seus movimentos labiais, tornando difícil para uma pessoa surda acompanhar suas palavras. Muitas pessoas surdas só conseguem fazer leitura labial até certo ponto. Da mesma forma, se você exagerar em seus movimentos labiais você será mais difícil de compreender do que se falar normalmente. Aumentar o volume da voz só ajuda se a pessoa tem somente dificuldades de audição, além de ter o efeito negativo de chamar a atenção das outras pessoas ao redor, fazendo com que seu interlocutor fique inibido. Se a pessoa não parecer ser capaz de leitura labial, você pode precisar se comunicar com papel e caneta. Escreva seu nome, saudação e apresentação.
  • Se você possui barba muito volumosa, pode ser mais difícil para uma pessoa surda fazer leitura labial.
  • Muitas pessoas com dificuldades auditivas que podem lhe entender perfeitamente em um cômodo sossegado não serão capazes de fazer isso em, digamos, um restaurante barulhento ou em qualquer lugar com elevado ruído de fundo.
  • Não coloque nada dentro ou ao redor de sua boca (chicletes, suas mãos, etc).

 

  1. Estabeleça a essência do que será conversado.Quando elas tiverem ciência do tópico geral, terão mais facilidade de acompanhar a conversa. Não mude bruscamente o assunto; mesmo os melhores leitores labiais só conseguem entender cerca de 35% do que você fala e precisam adivinhar o restante de acordo com o contexto do assunto.

 

  1. Faça contato visual.Você provavelmente não tem noção do quanto se comunica através de seus olhos e de suas expressões faciais. Se você estiver usando óculos escuros, tire-os. Se você puder acrescentar expressões faciais para dar ênfase a um assunto (sorrir, rolar os olhos, erguer as sobrancelhas), faça.

 

  1. Use gestos e dicas visuais.Aponte ou segure qualquer objeto do qual está falando, e aguarde até que voltem a olhar para você para continuar falando. Você também pode fazer mímicas de ações, como beber, pular ou comer, de forma a ilustrar suas palavras. Use dedos para indicar números, escreva no ar para demonstrar que você está escrevendo uma carta, e assim por diante.

 

  1. Seja educado.Se houver alguma interrupção que a pessoa surda não perceba, como um telefone tocando ou uma batida na porta, explique o porquê de você estar se distanciando. Não faça piadas sobre a audição (ou falta de audição) delas. Não se recuse a se comunicar abruptamente (como dizendo “deixa para lá”) após descobrir que são surdas. Não se mostre irritado quando houver a necessidade de repetir o que disse. Permita opiniões divergentes, da mesma forma que faria com um amigo que escuta. Assim como há pessoas boas e más que escutam, há pessoas boas e más surdas. Trate-as com cortesia e você estará bem na fita.

 

  1. Aprenda a linguagem de sinais.Para se comunicar plenamente com pessoas surdas que se sentem mais confortáveis com gestos do que com a fala, aprenda a linguagem de sinais. As linguagens de sinais são idiomas naturais, com sua própria gramática e sintaxe. Muitos países têm sua própria linguagem nacional de sinais. Elas são bem distintas das linguagens faladas e geralmente não seguem a mesma distribuição geográfica. Muitas escolas, universidades e organizações oferecem aulas para todos os níveis de alunos.

 

Fonte: WikiHow