Conheça a quiropraxia

Sabe aquela dor nas costas? Aquele mau jeito ao levantar da cama, da cadeira do escritório, ou causado por um movimento brusco? – Sabe aqueles pequenos problemas que restringem seus movimentos e limitam suas ações no dia a dia? – Elas podem ser facilmente eliminadas pela ação das mãos de um terapeuta especializado sem uso de medicamentos, ou outros procedimentos invasivos ao organismo.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a Quiropraxia é uma profissão da saúde que lida com diagnóstico, tratamento e prevenção das desordens do Sistema Neuro-Músculo-Esquelético e de seus efeitos na saúde geral, através de técnicas manuais com enfoque no ajuste e manipulação das articulações.

Considerada durante muito tempo como uma terapia alternativa, a Quiropraxia vem atualmente deixando esta classificação, para ocupar lugar de destaque entre as práticas terapêuticas mais modernas. Ela enfatiza o tratamento de algumas disfunções primárias, ou reflexos de problemas crônicos já instalados.

De acordo com o Dr. Bernardo Aron, as disfunções nas junções vertebrais afetam o sistema nervoso e geram desordem variadas. Através de técnicas manuais, o Quiropata restaura a mobilidade destas junções, aliviando a dor, permitindo a recuperação e bem estar ao paciente.

Fundada pelo Dr. D.D. Palmer em 1985 a Quiropraxia está difundida em mais de 100 países como uma terapia eficaz para dores agudas e crônicas, sendo que a partir da década de 70 ganhou respeitabilidade científica como tratamento convencional de saúde e desde então, vem ganhando popularidade entre os pacientes que comprovam respostas positivas e recuperação dos movimentos.

Sua principal indicação é como terapêutica nas manifestações de dor aguda e crônica na coluna vertebral, lombar, cervical. É terapia de choque nos casos de dores generalizadas nas costas, torcicolos, transtornos resultantes dos desvios posturais, ou mal posicionamento do corpo no ambiente de trabalho, subluxações (desalinhamento vertebral), ou como apoio no tratamento de causas e consequências biopsicossociais.

Fonte: