Novembro Azul A importância da prevenção na saúde masculina

 

Dia 17 de novembro é o Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata. Impulsionado por uma iniciativa de 2003 de um grupo de homens na Austrália, surgiu o Novembro Azul – é neste mês que mídia, governo e instituições fazem campanha de prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a estimativa é que no Brasil haja 61,2 milhões de casos diagnosticados. Estima-se ainda que a cada 7 minutos um homem é diagnosticado com câncer de próstata no mundo, sendo que um quarto dos pacientes que descobrem a doença vêm a falecer. Ainda, de acordo com dados do INCA, sem considerar os tumores de pele não melanoma, o câncer de próstata é o mais incidente entre os homens em todas as regiões do país. A região Sul é a com maior incidência: são 96,85 casos para cada 100 mil habitantes. Enquanto que no Sudeste são 69,83 para cada 100 mil; 66,75 no Centro-Oeste, 56,17 no Nordeste e 29,41 no Norte.

Atualmente o câncer de próstata é responsável por 10% do índice das mortes ocasionadas por câncer no sexo masculino (!!) e, apesar de ser uma doença frequente em idosos, os mais jovens não estão imunes. Mas homens acima de 45 anos devem fazer o exame de próstata anualmente.

Sintomas

Geralmente, no estágio inicial, a doença é mais silenciosa e seu diagnóstico depende de um exame de sangue, imagem e toque prostático. Em casos avançados surgem sintomas como dificuldade para urinar, sensação de não conseguir esvaziar completamente a bexiga, presença de sangue na urina e dores ósseas (principalmente na região das costas e quadril).

Prevenção 

Histórico familiar positivo para a doença em pai, irmão ou tios aumenta o risco de ter câncer de próstata em 2 a 6 vezes quando comparado à população em geral. Assim, quem tem tendência genética, é bom sempre estar atento.

Além do histórico familiar, o câncer de próstata pode se manifestar devido a maus hábitos alimentares, estilo de vida sedentário e por questões genéticas raciais (maior risco em homens da raça negra).

Portanto, verduras, frutas, legumes, cereais, fibras e pouca gordura devem fazer parte da dieta alimentar. Atividade física diária também ajuda a prevenir (não só essa como várias doenças).

E o exame de próstata deve ser feito rigorosamente, uma vez por ano, em homens acima de 50 anos, e acima de 45 em quem tem histórico familiar.