O que fazer no treino de base para ir bem em provas de corrida

É hora de construir uma boa base para correr bem o ano todo

Se você tirou férias dos treinos ou decidiu que, finalmente, chegou a hora de começar a correr, bem-vinda à temporada de base. A preparação inicial é fundamental para qualquer atleta, seja qual for seu objetivo e nível. É como um prédio: sem um bom alicerce, ele pode desabar.

“Os ganhos de condicionamento físico nesse período darão suporte para o trabalho ao longo dos meses e ainda reduzem o risco de lesões”, explica Thiago Pitta Penna, head coach do estúdio Team Penna, em São Paulo.

Pegue leve

O foco dessa fase (que dura de quatro a oito semanas) é fortalecer e rodar em um ritmo leve. “Geralmente, são três treinos de 50 a 60 minutos por semana, variando os estímulos, como inclinação, exercícios educativos ou quilometragens mais longas”, orienta Daniel Neves, diretor técnico da DPN Run Assessoria Esportiva, em São Paulo.

Vale mudar os terrenos para evitar o impacto do asfalto e trabalhar força e consciência corporal – corra na grama e em trilhas. Já outros esportes, como natação e remo, ajudam no fôlego e na capacidade motora. “E não esqueça, claro, o fortalecimento muscular.”

Sem recorde

Não que agora as competições não sejam indicadas, mas pode ter certeza de que não será um bom momento para baixar seu tempo. “Se quiser participar de alguma prova, vá para colocar em prática os ensinamentos dos treinos, exercitando a correção da postura e o desenvolvimento de ritmo e estratégia”, orienta Thiago.

Mas nada de forçar demais para não se lesionar – suas pernas ainda não estão prontas para isso, por mais que já tenha experiência no passado! “É a fase de sentir e respeitar seu corpo. Não tenha pressa. Comece com calma para que os resultados apareçam ao longo do ano”, finaliza o treinador Daniel.

Fonte: Revista Boa Forma