Pilates: o grande aliado contra a lombalgia

Sabemos que dores na coluna lombar são extremamente comuns, inclusive, a Organização Mundial da Saúde estima que 80% da população mundial já teve ou terá um dia dores na lombar. Mas você sabia que existe também um estágio mais avançado chamado de lombalgia? Essa é uma condição extremamente delicada e que precisa de tratamento e cuidados ou pode desencadear problemas graves para a saúde de que sofre com este mal.

A boa notícia que é as pessoas que sofrem com a lombalgia possuem um grande e poderoso aliado, o pilates. Isso mesmo, a maioria dos médicos especialistas em problemas de coluna indicam pilates aos seus pacientes e estes por sua vez, reconhecem seus resultados. A Pure Pilates mostra como a prática da modalidade pode diminuir os problemas.

Dores na lombar

A grande vilã da coluna lombar é a má postura, além disso temos a grande tendência a não fazer alongamentos diários como recomendado, ficar diversas horas na mesma posição (e na maioria das vezes uma incorreta), carregar peso demais, ou ainda, fazer um movimento brusco, que pode inclusive desencadear uma lesão. E como pode-se observar, todos esses fatores não são exclusivos de uma faixa etária, por isso é tão comum ver crianças e adolescentes também sofrendo com dores na lombar. Ressaltando que a má postura não se refere apenas a quando estamos em pé, mas também quando estamos sentados executando algum trabalho, realizando tarefas domésticas dirigindo, entre outros. Por isso o pilates é tão essencial, pois é através da educação postural que previne-se uma distensão, mau jeitos, doenças crônicas, entre tantos outros problemas.

Tipos de lombalgia

É preciso salientar que nem toda dor na lombar é lombalgia, por isso deve-se sempre consultar um especialista para se obter um diagnóstico acertado e principalmente, nada de se automedicar! Além das causas já descritas, a lombalgia também pode ser resultado de inflamações/infecções, hérnias de disco, sedentarismo, disposição genética, obesidade, entre outros. A mesma também é classificada em duas categorias, aguda ou crônica. Essa classificação refere-se ao tempo de duração das crises de dor, sendo a aguda de quatro a seis semanas e a crônica com mais de doze semanas.

Pilates: o grande aliado

Como já sabemos o pilates traz diversos benefícios à saúde dos que o praticam, além de auxiliar com os sintomas de vários problemas relacionados à má postura e com a lombalgia não é diferente. Seguindo recomendações médicas, diversos pacientes que sofrem desse problema iniciaram a prática do pilates e os resultados são realmente animadores. Isso porque o pilates ajuda na correção da postura, fortalecimento dos músculos, equilíbrio corporal e estabilidade da coluna, entre tantos outros. Se você sofre desse mal, converse com seu médico e até mesmo com outros pacientes sobre a eficácia do pilates no alívio dos sintomas e dores. E lembre-se, a prática do pilates é também importantíssima para a prevenção de dores na lombar e lombalgia, por isso, não espere ter algum problema para começar a praticar.

Fonte: Exame